Montreal By Night
Pally Masters Play By Forum

1º PASSO: Se Registre no fórum

2º PASSO: Entre em contato com o Narrador Mikael Strigoi via MP ou então faça Login no Chatbox do fórum.

3º PASSO: Entre em nosso grupo no Facebook: Fórum Pally Masters

4º PASSO: Divirta-se

IMPORTANTE:
Como os temas abordados nas crônicas do Sabá (e principalmente de Montreal) são bastante fortes se recomenda que os jogadores tenham 16 anos ou mais.

Black Dragon

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Black Dragon

Mensagem  Sebastian Dragusnov em Seg Nov 10, 2014 6:14 pm

"All in the Name of Money"

Em primeiro lugar boa noite, eu me chamo Sebastian Housten Dragusnov, hoje estou com meus trinta anos, quase chegando aos trinta e um. A vida não é fácil para quem tenta, eu não tento, eu consigo tudo que desejo. Dinheiro ? Eu nunca sempre fui rico, vou explicar como tudo começou...

Nasci na terra da Normandia exatamente dia 18 de agosto de 1983 em Londres. Meu pai se chamava Antony Housten, hoje em dia vive dentro de uma cova no cemitério que fica no distrito de Camden. Minha mãe, é russa, casou-se com o meu pai, seu nome ainda é Seda Dragusnov, até hoje ela vive em Londres graças ao meu dinheiro. Eu a mantenho feliz, pois sou o único filho desta família e herdeiro das dívidas que meu pai tinha deixado para trás, até hoje continuo pagando algumas, mas nada que me dê medo.

Meu pai era um fodido, dono de uma fazenda herdada pelos meus avôs, quando eu nasci, estudei em colégios pagos pelo governo, era uma vida muito chata e pacata para minha pessoa. Eu era inteligente, tinha a manha, diferente de meu pai, que era um zero esquerda que acreditava em bons frutos de sua fazenda, pobre coitado. Então, após completar o segundo grau, eu era o pegador das mulheres, era atraente, bom de papo, pegava quem eu quisesse, nesta época eu tinha arrumado um emprego bem no centro de Londres, meus pais não queriam, meu pai queria que eu o ajuda-se na fazenda. Tomar no cu, não nasci para ser fazendeiro, então brigava sempre com o velho, resolvi alugar um apartamento em Camden, ficava próximo do meu trabalho, eu era bar tender em um Pub, via de tudo, pois nas noites aquele lugar enchia de piranhas, comi várias depois do horário dentro do Pub. Senhor Andrew tinha uma confiança em mim, pois eu sempre fui bom de papo como venho dizendo, coitado, as vezes para poupar dinheiro eu dormia no Pub mesmo.

Depois de alguns anos, conheci um homem chamado Dorian McWillians, ele era um 'Homem Importante' da cidade de Londres, todos o conheciam pelo nome e fama que tinha na cidade, na verdade ele foi o meu mentor inicial do que eu sou, ele é um puto milionário que fazia tráfico de mulheres, drogas, dono da maioria dos cassinos clandestinos, rinhas de lutas, até entre mulheres, era uma putaria só. Mas como eu conheci este homem ? Coincidência da porra, pois eu estava indo embora do meu trabalho, fechava o Pub, então ele chegou querendo usar o lugar, eu disse que estava fechando, ele insistiu e disse que me daria um bom dinheiro. Eu sempre fui olho grande para isso, uns 5 min não faria falta. Ele entrou, da limousine dele saiu três mulheres, na verdade três vagabundas. Eu os atendi, eles beberam, então começou rolar uma orgia, não entendi naquela hora, mas ele estava mostrando a arma dele para as mulheres, e bêbados, só ouvi o disparo. Quando notei, duas delas gritavam em desespero e ele mandando as outros calarem a boca apontando a arma, eu gelei na época, vendo a outra com os miolos estourados, eu podia notar o desespero que estava no rosto dele, logo alguns segundos a porta do Pub foi a baixo, entrou o segurança particular de Dorian armado até os dentes. Ele mandou as mulheres meterem o pé, eu fui obrigado junto ao segurança dele em levar o corpo da piranha até o carro, por sorte a rua estava deserta, colocamos ela no porta-malas. Ele iria me matar, mais eu falei que não iria falar nada. Ele só me deu duas escolhas, morrer ou ir com ele. Já sabem a escolha em que eu fiz...

O problema do Pub eu consegui resolver, disse a policia que foi um assalto, menti feio, pois se eu fosse preso Dorian disse que pagaria minha fiança, não confiei muito, mais não tinha escolhas. Depois disso a policia quase toda era comprada pelo Dorian mesmo. Eu comecei a ver como era a vida de 'mafioso' ele foi me ensinando, eu aprendi a lutar, a atirar, comecei como um capanga qualquer, pegava malotes de dinheiro aqui e ali, drogas, comecei a ganhar dinheiro de verdade, isso foi me deixando feliz. Boa parte dava aos meus pais, eles estranhavam inicialmente todo aquele dinheiro. Eu disse que tinha arrumado um trabalho em uma empresa, mesmo assim a mentira na época não tinha colado direito. Falei para eles não se preocuparem com minha pessoa. Eu comecei a me adaptar, entendi como a manha funcionava, comia muito das putas, sempre de camisinha, pois não queria ter filhos e muito menos pegar algum tipo de doença.

Eu era esperto, Dorian notou isso, depois de anos, eu virei o seu braço direito, nesse tempo com dinheiro fiz uma arte-marcial chamada Savate, me especializei por sinal, não curtia muito as armas de fogo, mais eu sabia usar, era normas da 'casa'. Então, meu pai faleceu, foi algo muito estranho, pois ele morreu de uma forma esquisita. Algum filho da puta arrancou seu coração e olhos e deixaram um pentagrama estranho no peito do meu velho. Isso na época me irritou muito, creio que foi nessa época que eu comecei a pirar com essas bostas de satanistas filhos da puta. Como já era o segundo em comando, comecei a mandar todos irem na cidade e descobrir quem matou meu pai, minha mãe adoeceu na época por causa disso, meu velho tinha deixado muita dívida, descobri que o dinheiro que eu dava a eles o viado gastava tudo com bebida e putas, tal pai tal filho...

Dorian não estava gostando do meu abuso, tentou me frear eu o desafiei e ele ficou puto. Meio da discusão eu dei um tiro nele 'sem querer'. O filha da puta mandou geral me matar não tive saída, tive que fugir, me escondi. Na noite seguinte fui até o cofre, pois eu era quem mexia com o dinheiro, peguei a porra toda de uma das contas e vazei. Fui para Liverpool de lá comprei passagens e fui para a América e sumir dele. Nesse tempo mandei minha mãe ir para minha tia que vivia em Cardiff, País de Galês.

Fui para Los Angeles, uma cidade bem movimentada, mais onde meus negócios poderiam dar certo. Esperei a poeira baixar em Londres, cheio da grana, abri contas novas para mim, do dinheiro comecei a montar meu próprio grupo. Ladrão aqui, prostituta ali, ex-policial, tudo, um por um. Então comecei por cassinos clandestinos, tráfico de drogas, bordéis... Por minha causa a cidade até melhorou... Por de baixo dos panos eu ajudava senadores e até prefeitos. Era uma casula, tudo envolvia o meu dinheiro e o meu poder que eu tinha na cidade. Eu era dono de rinhas de vale-tudo, onde cada magnata de vários estados traziam seus melhores lutadores, eu tenho o meu, um ex-militar, nome de Mikey Deston, conhecido na luta como 'Bone Crushing' é um brutamonte, não perdeu nenhuma luta até hoje nos estados, é o verdadeiro campeão. Sua fama, influência na cidade é complexo. Para alguns eu sou um herói e para outros eu sou um vilão. Prefiro esta segunda opção. Eu literalmente tenho vários agentes e também tenho Anna Calisto, uma ruiva totalmente deliciosa, ela é minha secretária particular, literalmente particular. E uma puta viciada em cocaína. Eu nunca usei essas merdas, deixo para vender que é melhor. Apenas gosto de um bom charuto e um Whisky 25 anos. Esta é a minha vida.

Nas últimas noites vinha me preocupando, pois eu nuca tive isso, como se pesadelos atrás de outros, sempre aparece o meu pai, pegando fogo, dizendo que eu sou um miserável, ele sempre tenta arrancar o meu coração ou os meus olhos, é algo abominável, um dia desses na rua, eu juro que vi meu pai atravessando a rua, quando passou a merda de um ônibus, não tinha nada. Creio que eu esteja ficando louco, espero que não, pois ainda tem muito dinheiro e muita mulher a qual eu possa transar ainda... Nunca comi uma crioula, mais um dia vou experimentar. Eu sou conhecido na cidade como 'Black Dragon' Não sei porque o apelido, talvez tenha haver com o meu sobre-nome Dragusnov. Eu tenho a minha carinha de anjo sedutor, mas tome cuidado comigo. Sou perigoso quando eu sempre desejo, porque eu posso.

Neste tempo todo eu era observado por uma figura misteriosa, eu não sabia de nada. Foi quando esta puta surgiu em minha vida. Estava em um um bordel de luxo de magnatas em Hollywood, bebendo meu Whisky, com uma ou duas prostitutas ao colo, não lembro no momento, tem tempo esta merda. Estava tranquilo bebendo, era um lugar tranquilo até aquela noite. Quando vários Punks, homens e mulheres armados e estranhos começaram a entrar e fuzilar tudo e a todos e gritando uma merda de nome "SABÁ" Alguns deles não eram humanos, pelo fato de seus olhos vermelhos, caninos enormes, de início achei que fosse fantasias, mas quando um deles saltou quase dez metros de distância, caiu em cima de um homem e começou a 'comer' o pescoço de um dos magnatas, achei muito estranho. O que mas me surpreendeu, foi uma mulher a tal puta que me referi antes, ela sorriu com aquele belo sorriso e ao mesmo tempo monstruoso, seus dentes pareciam navalhas e disse:

"Estava a sua procura senhor Black Dragon, sua inicialização ao Sabá será esta noite. Prepare-se" -

Eu achei que aquela mulher magricela de um metro e sessenta no máximo, iria fazer nada. Mandei o Bone Crushing cuidar dela, mas em questão de segundos escutei um som e o meu guarda-costa literalmente voou como um papel e se chocou na parede. Quando me dei conta em correr, em um piscar de olhos eu estava suspenso pelo pescoço por ela. Ela com a mão pequenina, me segurava com a força de um elefante. Juro que ela iria arrancar meu pescoço fora. Minha visão ficou turva e desmaiei. Só ouvia os gritos de dor ao redor, agonia e logo eu ouvia mais nada...

Quando me dei conta estava tudo escuro, falta de 'ar', notei que estava preso em algo, uma caixa talvez, não me recordo literalmente. Só lembro de sentir um cheiro doce e amargo ao mesmo tempo, aquilo me excitou de alguma forma e perdi a consciência, não lembrava de mais nada. Quando me dei conta, tinha um homem de baixo de mim, literalmente morto, cheio de sangue em meu lábio, mas estranhamente é que o sabor era bom. Logo olhei ao redor, estava em um cemitério. Então tudo se encaixou, talvez eu estivesse enterrado. Estava me sentindo melhor, pois antes ainda sentia dor, quando eu 'acordei' de baixo da terra. Quando iria meter o pé dali e puto com aquela estória do que aconteceu no bordel, nem sei quantos dias tinham se passado ou até mais embaixo da terra. Logo uma voz feminina ecoou por toda extensão da neblina daquele local macabro. Eu fiquei puto, porque eu lembrava daquela voz. Então procurei, gritei mandado a mulher aparecer. Logo fui atendido, entre a escuridão ela apareceu, com aquele sorriso de sebosa ao rosto me olhando. Quando então parti para cima dela, mas sem a mesma se mexer, algo entre as lápides me acertou em cheio. Voei entre algumas lápides. Me quebrei todo, mas eu podia me levantar. Eu procurei o que podia ter me acertado, mas foi em vão. Logo a mulher falou para mim:

"Dou-lhe boas vindas ao Sabá. Você foi escolhido por nossa seita, assim como o Clã Lasombra lhe escolheu. Você tem sorte, achei que não sairia de baixo da terra. Apenas os mais fortes são bem-vindos. Eu lhe dei poder, lhe ensinarei como ele funciona. Se você negar, tal poder, simplesmente irei mata-lo, aqui e agora... Senhor... Black Dragon." -

Ela gargalha, de uma forma que soa inocente e perversa ao mesmo tempo. Quando me dei conta, algo negro envolvia meu corpo, agora eu podia ver, talvez tenha sido isto que me acertou antes. Aquilo me arrastava até a mulher, gritei, fazia de tudo para me soltar, mas é impossível. Quanto mais eu me mexia, aquilo me apertava, quase que quebrando meus ossos. Logo meu rosto em meio a dor estava quase que colado ao dela. Os olhos dela são verdes e é uma mulher linda, se eu posso chama-la de mulher. Logo ela sorriu então eu me expressei:

"Quem é você ! ? E o que é você ! ? Satanás enviou seu anjo da morte para me levar para ele ? Eu sou Black Dragon ! O Rei do Crime ! Sabe dos problemas que está se metendo... sua PUTA !" -

Ela gargalhou mais ainda e isso na época me deixou muito mais puto e medo ao mesmo tempo, não sabia explicar o porque. Foi quando ela me fintou seriamente. Sentia aquela escuridão me apertando mais ainda, juro que tinha sentido alguns de meus ossos estalando. Logo ela continuou:

"Você tem sorte... Me chame apenas de Anjo da Morte, assim como se referiu. Eu gostei do apelido. Eu sou uma cainita, mais exatamente uma vampira. Antes que pense, nós existimos a milênios entre vocês... Você tem sorte de não ser apenas um lanche para mim, achei você bonitinho e suas atitudes aqui em Los Angeles ajudou muito o Sabá. Por isso, meus superiores desejam que você faça parte do Sabá e do clã Lasombra. Eu sou sua criadora, vou lhe ensinar tudo que estiver ao meu alcance. Espero que seja um ótimo cachorrinho de estimação... Se não, eu te destruo..." -

Tentei dizer algo, mas senti meu corpo ser estrangulado e a escuridão cobrindo todos os meus sentidos. Eu fiquei meus dez anos como morto-vivo com o Anjo da Morte, nunca soube seu nome verdadeiro até hoje. Também não me interessava. Ela me ensinou pelo menos o básico dos meus poderes sobrenaturais, sobre o clã e a seita. Com o tempo descobri sobre uma tal Camarilla, pareciam ser rivais e nossos verdadeiros inimigos na noite eterna.

Logo depois de três meses, após os rituais de inicialização, minha senhora sumiu e podia continuar meu papel como o Rei do Crime e ajudando a seita no que fosse possível. Eu era apenas uma marionete nas mãos deles. Eu apenas me fazia de desentendido e logo notei que a imortalidade é algo que possa ser apreciado e muito. Assim meus desejos serão eternos. Neste tempo encontrei novamente o Bone Crushing dando-lhe mais uma oportunidade, mas eu descobri alguns segredos com o sangue. Eu lacei o mesmo, assim sua fidelidade é mais forte para mim. Fiz a mesma coisa com Anna, ambos cuidam dos meus negócios de dia. Pois tive que aprender a viver sem mas a luz do dia. Bem que eu até me acostumei e não sinto falta, nem um pouco.

Ainda tenho muito do que aprender. Eu me cansei dessa cidade, preferi ir para um outro local. Talvez seu inimigo, comparado a Dorian, eu sou um Deus em relação a ele, um mero e filha da puta de um mortal. Reuni toda a minha grupe e de avião particular eu vazei de Los Angeles, pouco me lixando se os membros do Sabá considerar isso uma traição. Eu que usei eles para aprender sobre a sociedade. Eu sempre fui o líder e o mestre de todo o crime. Vamos ver como eu me sairei em Montreal. Objetivo será retomar os pontos de tráfico, bordéis, tudo que estiver ao meu alcance. Eu sei que existem outros como eu pelo mundo, mas todo o cuidado é necessário. Antes mesmo de ser imortal e da existência de vampiros, eu já sabia me virar. Então preparem-se... Black Dragon esta chegando !!!

avatar
Sebastian Dragusnov
Ductus
Ductus

Mensagens : 102
Data de inscrição : 10/11/2014
Idade : 31
Localização : Salvador

Ficha do personagem
Clã: Lasombra
Geração: Oculta
Bando: Temidos Pela Morte

Ver perfil do usuário http://consilium.livreforum.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum